sábado, 14 de maio de 2011

O Grande Gatsby


Este é o título do livro que acabei essa semana. Foi escrito por Francis Scott Fitzgerald, um dos maiores ícones da literatura americana, e um dos escritores da chamada 'geração perdida'. Vocês podem reconhecê-lo, se não dos seus livros propriamente, mas das várias adaptações de suas obras, a mais recente foi o conto O Curioso Caso de Benjamin Button (que será o próximo que eu lerei), filme estrelado por Brad Pitt e Cate Blanchet. Esse livro também foi adaptado, em um filme homônimo estrelado por Robert Redford. Outras de suas obras incluem o livro Suave é a Noite (Tender is the Night, também adaptada ao cinema, e título de uma canção popular interpretada por Elvis Presley) e Belos e Malditos (The Beautiful and the Damned, também título de uma canção popular escrita por Renato Russo e interpretada por Dinho Ouro Preto). Como se vê, há várias referências à suas obras no contexto popular. Posso dizer que em pouco tempo em que o conheço já se tornou um dos meus favoritos. Ele soube expressar como ninguém a 'le follie' americana pós Primeira Guerra. Os loucos anos americanos! O livro em questão não foge da temática mais abordada em sua bibliografia, nele ele desmascara as contradições da sociedade aristocrática., os vícios e excessos dos americanos que consideravam estar em pleno paraíso.  Fitzgerald utiliza uma linguagem estilistica comum a própria época, com bastante detalhamento de ambientes, mas que não deixa de ter uma linha lógica. É um livro de muito bom gosto, e considerado pela crítica como um de seus melhores. Me fez mergulhar no mundo dos grandes jantares, da pompa dos bailes, e das ruas escuras e malfadadas com seus cabarets abertos a noite inteira.

0 comentários:

Postar um comentário